SEJA PARTE DA OBRA MISSIONÁRIA!
R$30,00
R$1 POR DIA
Ajude jovens e adultos a encontrarem o seu propósito em diversas partes do mundo.
R$50,00
R$1,65 POR DIA
R$100,00
R$3,30 POR DIA
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
R$500,00
R$16,65 POR DIA
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
Sua doação fortalece o nosso projeto e fortalece indivíduos e comunidades em comunhão.
Seja parte das ações dos Gideões Missionários da Última Hora, para tornar nossas obras em realidade.
Sua doação pode tornar o impossível em realidade em um curto período de tempo.
SEJA PARTE DA OBRA MISSIONÁRIA!
R$30,00
R$1 POR DIA
Ajude jovens e adultos a encontrarem o seu propósito em diversas partes do mundo.
R$50,00
R$1,65 POR DIA
R$100,00
R$3,30 POR DIA
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
R$500,00
R$16,65 POR DIA
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
CONTRIBUA MENSALMENTE COM
Sua doação fortalece o nosso projeto e fortalece indivíduos e comunidades em comunhão.


Seja parte das ações dos Gideões Missionários da Última Hora, para tornar nossas obras em realidade.


Sua doação pode tornar o impossível em realidade em um curto período de tempo.

EM MEIO AO DESESPERO,
HÁ VIDA.
Fonte de água que brota no deserto. Luz que brilha na escuridão.
Nós levamos a mensagem amorosa de Deus para os lugares que mais precisam dela. Educação e ação social são os nossos lemas: ao longo dos anos, conseguimos impactar a rotina de muitas famílias, levando a mudança de perspectiva e a qualidade de vida aos seus contextos.
"Em 2011, fui submetida a uma cirurgia que gerou muitos problemas por conta de erros médicos e complicações. Os Gideões sempre foram uma grande ajuda, tanto no auxílio material e financeiro para a correção da cirurgia, quanto nas orações. Minha história fez com que eu recebesse a ajuda de irmãos de diversos lados. Graças a Deus, hoje estou bem! Oro a Ele para que siga abençoando esse lindo projeto e a todos os mantenedores!"
Alice
Sertão da Paraíba
A MISSÃO É A NOSSA PAIXÃO.
Clique sobre os pontos azuis para conhecer alguns dos nossos projetos e obras sociais.
Nascemos com o chamado para levar a palavra de Deus aos confins da terra. Atualmente estamos presentes nos cinco continentes e temos levado amor e esperança por meio de nossa ação para todo aquele que estiver em necessidade. Realizamos tudo isso com a sua contribuição.
A CRIAÇÃO pede ajuda.
contribua a sua maneira.
Que cada um dê a sua oferta conforme o próprio coração, não com tristeza nem por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria.
Cada um contribui com aquilo que pode dar, afinal a oferta mais importante é aquela que é feita de acordo com a medida do coração. Além das doações feitas diretamente no site, você pode colaborar para a continuação de nossos projetos através das seguintes opções.
© 2019 Gideões Missionários da Última Hora
Unindo o Brasil para evangelizar o mundo.

feito por ϟ doare.org
!
CONTATO
Rua Joaquin Nunes, nº 244
Caixa Postal 2008, CEP 88340-371
Camboriú - Santa Catarina

(47) 3404-8700
Solicite o seu Carnê Missionário!
Preenchendo o formulário abaixo, você receberá em sua casa um carnê de contribuição a ser quitado em qualquer agência bancária.

Pedimos-lhe a gentileza de enviar-nos suas informações, inclusive o CPF. Com isto, estaremos atendendo exigência do Banco Central, que editou a Circular nº 3.656, de 02/04/13, onde estabelece que é obrigatória a informação do CPF em todos os documentos bancários.
Solicite o seu Cofrinho Missionário!
Preenchendo o formulário abaixo, você receberá em sua casa um Cofrinho Missionário com informações para futuro retorno.
Entre em contato para a doação de bens!
Para as doações não referentes a dinheiro, como doações de materiais, vestimentas ou imóveis, entre em contato conosco. Nós retornaremos você em breve!
Depósito Bancário e Transferências
Titular: Gideões Missionários da Última Hora
CNPJ: 76.696.186/0001-27
Inscrição Estadual: Isento

Banco do Brasil Agência:
1707-8
Conta Corrente:7655-4

Banco do Brasil Agência: 1707-8
Conta Corrente:343-3

Banco Bradesco Agência:
0332-8
Conta Corrente:17699-0

Banco Itaú Agência:
0292
Conta Corrente:19430-5

Banco Itaú Agência: 8262
Conta Corrente:18622-7

Santander Agência: 3.872
Conta Corrente: 130008459

Caixa Ecônomica Federal Agência: 0921
Conta Corrente: 89-4
Tipo:003
Depósito Bancário no Exterior
Para a realização de depósitos internacionais, vá a uma casa de valores portando seus documentos. Solicite a remessa do valor desejado em nome de Gideões Missionários da Última Hora, obrigatoriamente com o CNPJ (76.696.186/0001-27) direcione a transferência preferencial ao Banco do Brasil ou outro banco de sua preferência (confira lista de bancos no botão abaixo).

Bank of American Bank account: #0046 6135 1686
(Massachusetts M.A.)
BARCO MISSIONÁRIO
Amazonas - Brasil
Chegamos ao Amazonas em 1985, pregando o Evangelho através de missionários e realizando trabalhos sociais através do barco dos Gideões.

A nossa missão, além de pregar o Evangelho, é conscientizar a comunidade ribeirinha sobre princípios básicos de saúde e higiene. Despertamos nas comunidades o senso de cuidado com doenças através de palestras e de prevenção. Prestamos atendimento médico, odontológico e primeiros socorros nesses lugares distantes e isolados da sociedade, às margens de muitos rios e igarapés carentes, onde temos tido frutos, resultado do compromisso que os mantenedores têm tido.

Nossa missão é essa, pregar, mas cuidar de um povo carente e curar as suas feridas.
Butão - Ásia
O Butão tem uma população estimada de 766,397 (Julho de 2018 est.) e tem como capital a cidade de Thimphu. A principal religião é o Budismo com 75.3%, seguido pelo Hinduísmo (influência da Índia e Nepal) com 22.1%, e outras mais, incluindo o Cristianismo com 2.6% (2005 est.).

O trabalho que estamos fazendo no Butão é de apoio a oito pastores locais para a implantação e cuidado de igrejas. O Evangelho é proibido nesse país e as igrejas são escondidas dentro das casas. Não é pois, possível o registro e nem divulgação de locais de culto das igrejas. Normalmente a igreja se reúne em salas das casas. Mesmo com toda a dificuldade, o Evangelho está se propagando de uma forma acelerada.
Índia
A Índia tem uma população estimada de 1,296,834,042 (Julho de 2018 est.) e tem como capital a cidade de Nova Déli. A principal religião da Índia é o Hinduísmo com 79.8%, o Islamismo 14.2%, Cristãos 2.3% e outras com 3.7%.

Na Índia desenvolvemos o que chamamos de Centro De Desenvolvimento De Crianças, CDC. Esses centros estão localizados em vilarejos que tem como principal e única fonte de renda o plantio de folhas de chá. São dois vilarejos com um total de 100 crianças. Essas crianças recebem uma alimentação diária durante a semana, reforço escolar, material escolar e principalmente uma formação bíblica durante todos os dias que elas comparecem ao CDC. Os CDC's têm sido uma ferramenta de grande eficácia na evangelização, não somente com as crianças, mas também com os seus pais. A igreja, apesar de perseguida, tem crescido muito nesses vilarejos.
Mongólia
A Mongólia tem uma população estimada de 3,103,428 e tem como capital a cidade de Ulaanbaatar. A Mongólia é considerada com um dos países com a menor densidade demográfica do mundo ( 2 pessoas por Km quadrado). A principal religião é o Budismo com 53%, o Islamismo 3%, o Cristianismo 2.2% e outras com 41.9%.

Na Mongólia, desenvolvemos um trabalho ímpar: uma Academia de Boxe. Os Mongóis são muito competidores e amam desafios. A população jovem está muito envolvida com o alcoolismo, devido ao frio intenso durante o inverno e com drogas. Deus deu a direção de começarmos e apoiarmos essa academia. Hoje, contamos com mais de 25 alunos na capital e no interior do país. Esses jovens têm conquistados medalhas de ouro, prata e bronze em todas as competições, não só na Mongólia, mas também na Rússia, China e países ao redor. Em sua maioria, esses jovens já estão frequentando uma igreja e estão envolvidos nas atividades de louvor e adoração e no evangelismo.
Nepal
O Nepal tem uma população estimada de 29,717,587 (Julho de 2018 est.) e tem como capital a cidade de Kathmandu. O Nepal tem como principal religião o Hinduísmo com 81.3%, o Budismo com 9%, o Islamismo com 4.4%, o Cristianismo com 1.4% e outras mais com 3.9%.

Um dos problemas sociais que é enfrentado no Nepal é o tráfico de crianças, principalmente de meninas. Essas crianças são vendidas para bordéis na Índia e em outros países. Uma das formas encontradas para evitar esse problema foi a implantação do que é chamado Programa de Bolsas visando a prevenção do tráfico. Crianças na capital e nos vilarejos do Nepal recebem durante o ano letivo, material escolar, uniforme e um treinamento contra o aceitar propostas milagrosas para estudar fora ou mesmo trabalhar. Essas crianças são acompanhadas por líderes locais que fazem de uma forma escondida o evangelismo delas e de suas famílias. Hoje, ao todo, ajudamos com 50 bolsas de prevenção para crianças na capital do país.
Moçambique - África
O Instituto Teológico de Cuamba foi fundado em 1998 em um lugar simples da província do Niassa pela missionária Riselda Oliveira. O ITEC possui: curso básico e médio em teologia, curso de formação para professores evangelistas de crianças e curso básico de música. Há também educação infantil através do Complexo Infanto Juvenil Novo começo.

Através do evangelismo, ensino e treinamento de novos crentes nas doutrinas bíblicas, a obra tem como objetivo a expansão do Reino de Deus e na edificação do Corpo de Jesus Cristo, que é a Igreja.

O trabalho realizado pelo ITEC, já formou mais de 270 alunos, que hoje formam 80% dos obreiros da região. Na área de educação infantil, mais de 1000 crianças muçulmanas já conheceram a Jesus Cristo por meio do programa educacional infantil.
Projeto África
A África continua sendo um fértil campo missionário, mas por se tratar do continente mais pobre e miserável do mundo, se faz necessário o desenvolvimento de ações sociais. Deste modo, além do foco na salvação, nossos missionários trabalham para proporcionar uma maior qualidade de vida a população.

Temos, atualmente, missionários e obreiros que tem se dedicado incansavelmente ao trabalho de liderança, educação na escola bíblica dominical, evangelização infantil, liderança de jovens, diaconato. São líderes que servem ao Senhor incansavelmente.

Igrejas com obreiros capacitados são implementadas em diversas localidades e distritos, para que possam se governar, sustentar e propagar com autonomia.

Além de ensinar, discipular e implantar igrejas, nossa missão africana, vem socorrendo pessoas atingidas por doenças da alma e do corpo, famintas do pão da terra e do pão da vida.
COM A CURA DE UM CÂNCER, NASCE UM PROJETO
Cuba
O trabalho missionário desenvolvido em Cuba pelos Gideões Missionários, tem atualmente 640 missionários cubanos sustentados pela ajuda de nossos contribuintes e pela graça de Deus.

O projeto de missões em Cuba teve início após o pastor Cesino Bernardino ser diagnosticado com um câncer de próstata. A descoberta da doença lhe deixou muito abalado. No ano 2000, em um programa da rádio Voz Missionária chega uma carta vindo de Cuba, nesta carta havia um pedido de socorro para enviar missionários para esta ilha caribenha.

Ao ler a carta, o Pastor Cesino Bernardino se sente comovido e faz um voto a Deus pedindo que se ele fosse curado daquele câncer, abriria um projeto missionário em Cuba. Pela misericórdia de Deus, pastor Cesino Bernardino é curado e, cumprindo o seu voto, envia o primeiro missionário para Cuba, pastor Silas de Souza.

Pastor Silas de Souza chega à Cuba em setembro de 2000 com a missão de ajudar no sustento de 26 obreiros na província de Santo Espírito. Lá, iniciou o trabalho sustentado pelos Gideões Missionários da Última Hora sob a liderança do pastor Arnel Alfonso e sua esposa Migdalis Salomon.
Colômbia
Nossas missionárias não medem esforços para cumprir seu chamado. Mesmo com o constante medo das ameaças e perseguições pelos guerrilheiros, levam a palavra do evangelho aos nativos da região. Uma das dificuldades que encontram é entender os dialetos que costumam ser usados na comunicação de alguns nativos. O Wayyu é um dos idiomas mais falados na região. O espanhol, como língua oficial colombiana, não é totalmente adotado pelas populações de comunidades distanciadas dos grandes centros urbanos.

A obra missionária tem crescido. Cultos e visitas ao nativos são atividades diárias de nossas missionárias, muitas almas tem se convertido ao Senhor Jesus Cristo. O trabalho com as crianças é também uma paixão dessas ganhadoras de almas. Através da música, crianças são atraídas para os cultos em ar livre, pois as batidas ressoavam canções cristãs que tocavam os coraçõezinhos dos pequenos colombianos.

Em meio a tantas dificuldades, o foco não foi perdido. A meta é pregar a palavra, salvar almas, discipulá-las e prepará-las para o anúncio do evangelho.

O trabalho evangelístico na Colômbia permanecerá tendo o apoio dos Gideões Missionários da Última Hora e você é testemunha das grandes obras realizadas nesse país de cultura por nós desconhecida, mas que será transformada pelo pleno conhecimento do evangelho.
Acre - Brasil
O trabalho dos Gideões Missionários realizado através de nossos missionários tem como estratégia de evangelização a ação social, inclusive com atendimento médico, a comunidades ribeirinhas, povoados indígenas e moradores das matas, localidades onde existem pessoas sem nenhum conhecimento do evangelho, mas, aos poucos, com a chegada dos missionários, o evangelho está sendo difundido e almas sendo salvas.

Navegação em rios e igarapés, cultos em igrejas, pontos de pregação, visitas, doações e atendimento médico é que faz parte do cotidiano de nossos missionários.

José Benedito Teodoro, que há 30 anos foi enviado de Camboriú para o Acre, foi o responsável pela evangelização de moradores das matas, distribuição de literaturas, levando doações tanto a brasileiros como a bolivianos, pois o rio Abunãn é divisor de águas entre Brasil e Bolívia.

Hoje, devido o alto índice de desemprego na região e com famílias na extrema pobreza, Teodoro tem como uma de suas ações sociais o Projeto Sopão, que realiza a distribuição de sopas, cestas básicas, vestimentas e calçados em onze bairros da cidade de Plácido de Castro. Seu trabalho na área espiritual tem chegado a lares, com orações e distribuição de Bíblias; como resultado, muitas vidas estão se reconciliado e aceitando Jesus Cristo como salvador.

Paraíba - Brasil
Nossos missionários levam a palavra do evangelho e ação social a pessoas que nasceram no Brasil, mas nunca foram registradas. Pessoas que, para sobreviver, caminham mais de 25 quilômetros a pé, subindo e descendo morros com um balde na cabeça a procura de uma poça de água, água que possivelmente estará contaminada com fezes e urina de animais e que os deixarão doentes.

Gideões vem fazendo o papel do bom samaritano, tem levado muita ajuda para as comunidades, perfurando poços, distribuindo água, alimentos, roupas e remédios. Quem vai ao campo missionário comprova que é "melhor dar do que receber".

Muitos são resistentes ao evangelho devido a herança religiosa do seus antepassados, mas o trabalho missionário cresce a cada dia. Nossos irmãos deixaram de cultuar debaixo de árvores e até mesmo no sol quente (quase 40º), para cultuarem em dezenas de templos que foram construídos graças a ajuda de nossos contribuintes.

Temos na comunidade de Serra Bonita uma creche para atender os pequeninos do sertão. Possuindo cozinha com refeitório, banheiros, secretaria, berçários e salas para as crianças de até cinco anos, a creche foi a realização de um sonho, pois a construção foi realizada com muita dificuldade, devido as longas distâncias para levar os materiais de construção.

Que Deus recompense cada contribuinte dos Gideões que investe na obra, que investe nas missões do sertão. Temos certeza, contribuinte, que sua oferta está mudando vidas no sertão e está tocando o coração de Deus.

Piauí - Brasil
Desenvolvemos um trabalho através de nossos missionários em regiões com uma das populações mais famintas e sedentas do Brasil. Nessas regiões muitos povoados desconhecem tecnologias que para urbanistas seriam ultrapassadas. São miseráveis, maltrapilhos à espera de ajuda.

A área para o evangelismo é abrangente, normalmente começam a evangelizar as crianças, pois estrategicamente, após aceitarem a Cristo, os missionários têm acesso aos pais e familiares, pessoas que ali habitam desde que seus ancestrais fugiam de fazendas onde eram escravos e passaram a viver como refugiados, totalmente desprovidas de bens materiais, alimentação e saneamento básico. A tradição ainda permanece, a cultura africana é visível, e as crenças e rituais os desafiam na hora da evangelização, sendo verdadeiramente um grande desafio.

Não há nenhuma instrução quanto ao controle da natalidade infantil. Nossas ações visam esclarecer as verdades relacionadas ao evangelho, com intenção de formar uma sociedade de moral fundamentada nos preceitos do cristianismo.

Os missionários não levam somente o evangelho, mas também realizam ações sociais, através de doações de alimentos, vestimenta, água e outras ações, pois a fé deve estar totalmente aliada às obras. Máquinas de costura são usadas para ensinar mulheres carentes, capacitando-as não somente com o ensinamento de uma profissão, mas palestrando a elas semanalmente sobre assuntos diversos relacionados com a palavra de Deus.

A maior dificuldade, como em grande parte do interior do Piauí, é a falta de água. A pouca água que há para os habitantes saciarem sua sede é a mesma onde bois, cachorros e alguns outros animais tomam banho e urinam. Um poço artesiano custa o equivalente a R$ 15.000,00, dependendo da profundidade alcançada. Esta constante falta de água move colaboradores do Brasil e exterior que enviam sua oferta, através de campanhas, para compra de caminhões pipas, pois em determinadas situações até mesmo os reservatórios secam, deixando sedenta a população dessas regiões.

Dificuldades como estas servem para que continuemos investindo neste projeto, pois o povo brasileiro tem grande necessidade de ser evangelizado. Nossa consciência cristã, moral e social faz com que avancemos, e tomemos a responsabilidade de implementação de novos projetos que gerem em pessoas mudanças interiores através da pregação do evangelho, mas, também, o alcance e transformação do contexto social em que vivem.

Bolívia
Nossos missionários têm levado as boas novas da salvação. São milhares de pessoas que já foram alcançadas com o Evangelho graças à visão missionária que Deus revelou ao pastor Cesino Bernardino.

O trabalho dos missionários não é apenas pregar a palavra de Deus, mas também fazer ações sociais, através de doações de alimentos, roupas, calçados e medicamentos. Assim como orientar sobre os cuidados do corpo, que é o templo do Espírito Santo, ensinando as pessoas a terem higiene pessoal, pois muitos não têm o hábito de tomar banho com a frequência necessária devido ao costume de algumas comunidades bolivianas.

Vários templos já foram construídos em diferentes localidades na Bolívia, graças à ajuda de nossos contribuintes. O trabalho cresce, e, à medida que os missionários trabalham, Deus opera milagres e maravilhas, salvação de almas, batismo no Espírito Santo e muitas curas.

A Bolívia é grande, e existe muito campo para evangelizar, a obra missionária prospera, muitos missionários foram e ainda serão enviados, principalmente a regiões rurais e aos lugares pobres que praticamente dominam o país. Unam-se a nós: nós somos os Gideões Missionários da Última Hora.

Haiti
Há 19 anos os Gideões Missionários da Ultima Hora vêm desenvolvendo o trabalho de evangelização e assistência social especificamente na área educacional, proporcionando educação para aproximadamente quinhentas crianças. O trabalho no Haiti é atualmente coordenado pelo missionário Lindinilto Matias e sua esposa Adriana Matias, que exercem a obra missionária com muito amor e fé.

Através de nossa escola, alunos recebem diariamente educação, alimentação, e também são evangelizados pelos professores sobre palavra de Deus. Anualmente os Gideões Missionários realizam o Natal Missionário de Fé e também a distribuição de novos uniformes às crianças.

Atualmente temos quatro igrejas no Haiti, nas localidades de Dusmon, Gran-Savana, Limei e Pico do Monte. O trabalho de visitas é realizado semanalmente nas comunidades e, para a glória de Deus, almas têm sido alcançadas para o reino do Céu.
Ilha de Chiloé
Nossos missionários encontram-se em Ancud, uma das cidades mais importantes da região. Cerca de cem membros fazem parte de nossa igreja, sem contar os congregados. A cada dia o poder de Deus tem se manifestado, e isto tem ocorrido mediante terríveis lutas espirituais.

Em relatório, pastor Juan informa que alguns membros moram de 35 a 45 quilômetros da igreja, porém são membros assíduos do ministério. O trabalho é realizado com muito esforço e amor às almas, e faz parte de mais uma concreta realização dos Gideões Missionários. A cada dia tem tido continuidade e sustento financeiro, pois colaboradores do Brasil e do mundo enviam suas ofertas missionárias.

Em meio a essa mistura cultural e mitológica, o casal de missionários visita, faz cultos, batiza e evangeliza os moradores ilhéus. Quanto mais anunciarmos e apoiarmos o trabalho destes que se disponibilizam em pregar o evangelho nas ilhas, mais será derramado o poder de Deus na vida daqueles que conhecerem a Sua palavra.

Esta e outras ilhas estão sendo evangelizadas diariamente pelos missionários dos Gideões. A ordem imposta ao declarante do cristianismo é de que fosse até os confins da terra anunciar o evangelho. Se cada um de nós investir em missões, em pouco tempo as ilhas serão evangelizadas e a vinda do Senhor será abreviada.

Ilha de Páscoa
O projeto de missões na Ilha de Páscoa pelos Gideões Missionários iniciou-se no ano de 1998, depois que nosso fundador, pastor Cesino Bernardino, teve um forte sentimento e uma revelação de Deus sobre a ilha. Planejou uma viagem missionária para o Chile, partindo em seguida para a ilha sem conhecer ninguém e nem mesmo os costumes locais.

Quando, enfim, chega ao pequeno aeroporto, sem saber exatamente o que fazer, ouve do outro lado da cerca de arame um homem gritando a todo pulmão: "Cesino, vieste trazer Cristo para a nossa ilha?". É claro que aquilo o deixou surpreso, pois não conhecia ninguém na ilha, e sua chegada ali não havia sido divulgada pelo fato de não haver igrejas ou cristãos conhecidos. Assim que retirou suas bagagens e saiu do aeroporto, um homem grande e muito forte chamado Nico saiu ao seu encontro, dando-lhe um forte abraço e agradecendo por ter ouvido a voz de Deus, indo até a ilha pregar o evangelho.

Pastor Cesino é levado até a pequena casa desse rapa nui e ali conhece uma família sedenta do evangelho. No mesmo instante, na pequena casa de Nico é aberta uma casa de oração, onde alguns vizinhos curiosos pela visita do estrangeiro se aproximam e acontecem as primeiras conversões ao evangelho.

E é exatamente aí onde nasce a igreja do Senhor, um povo que serve ao Deus vivo, sem os rituais locais. Chegando ao Brasil lança uma grande campanha para evangelizarmos a ilha de Páscoa, e no mesmo instante ora a Deus para enviar o primeiro missionário. Então decidiu-se enviar a primeira família de missionários para a Ilha de Páscoa, pastor Osvaldo Almeida com sua esposa, irmã Nilda, e as filhas do casal, dando início ao trabalho de evangelização nesta distante ilha no meio do Pacífico.

Peru
O nosso projeto de missões no Peru começou ano de 1986. Durante um longo período de lutas e dificuldades espirituais no país, o pastor peruano Carlos Fernández orava e pedia para Deus uma intervenção, e foi nesse período que ele teve visões sobre a cidade de Camboriú. Algum tempo depois chegou a sua casa um missionário falando sobre o trabalho dos Gideões Missionários. Ao sabermos de suas dificuldades, começamos a apoiá-lo, enviando e mantendo mais missionários no país.

Há muitas obstáculos no trabalho de evangelização no Peru. O povo peruano é resistente ao evangelho, tem enraizado em seus costumes e tradições a feitiçaria e a idolatria. Estão mergulhados no misticismo e costumes satânicos. O idioma é o espanhol, mas o dialeto quéchua e bastante utilizado, existindo ainda outros 92 dialetos menos popularizados. Há escassez em alimentos, e habitantes que vivem em lugares isolados vivenciam precariedade na saúde e outras áreas básicas.

Em regiões mais remotas deste sofrido país, como na Amazônia peruana, pais enterram seus filhos vivos para agradarem seus falsos deuses. Lá está uma população isolada, vivendo em pobreza extrema, e que em sua maioria ainda não ouviu a mensagem do evangelho. Mas aos poucos esse povo está sendo alcançado pelos missionários, que sem medir esforços estão fazendo sua missão de evangelizar e realizar uma mudança de vida, ganhando almas para o Senhor Jesus Cristo.

Bahia - Brasil
Nessa região nossos missionários desenvolvem um trabalho que para muitos seria insuportável. Eles trilham os agrestes espinhosos em busca de almas perdidas, debaixo de um sol causticante viajam distâncias a pé ou nas motocicletas que são enviadas para eles para que possam chegar mais longe.

Diariamente nossos missionários fazem a obra de evangelização, realizando cultos, visitas a casas e comunidades do povo do sertão. Pois a missão é impactar, transformar vidas pela palavra de Deus.

Também já foram construídas igrejas, e outras ainda estão construção, graças a ajuda de nossos contribuintes. Muitas dessas igrejas possuem refeitórios, onde nossos missionários fornecem alimento para os necessitados. Dentro dessas igrejas são feitas obras sociais, com distribuição de cestas básicas, roupas, calçados e medicamentos. Todos os anos realizamos o Natal Missionário de Fé, que distribui brinquedos a milhares de crianças no nordeste brasileiro.

Esse é o trabalho que nós, Gideões Missionários da Última Hora, vimos realizando no nordeste brasileiro, produzindo esperanças a um povo perdido, perdido em si mesmo, um povo incrédulo por nascimento, sofrido, mas com um coração aberto para o amor.